AgroTecnoleite se consolida no cenário do agronegócio goiano

AgroTecnoleite se consolida no cenário do agronegócio goiano

A mudança no nome só agregou para a oitava edição da AgroTecnoleite, que neste ano atingiu e até ultrapassou as metas programadas. Realizada nos dias 23, 24 e 25 de maio, período em que foram efetivados R$ 105 milhões em negócios. A expectativa era de se realizar R$ 100 milhões.

Em três dias de eventos, a cidade de Morrinhos fica bastante movimentada, de produtores, expositores e visitantes que ocupam os hotéis, restaurantes, e toda cadeia do comércio e serviços do município. O presidente da Complem, Euclécio Mendonça, comemorou os resultados e disse que isso animou a toda equipe organizadora a se empenhar ainda mais para a edição do ano que vem.

O prefeito de Morrinho, Rogério Troncoso lembra que a feira começou pequena e agora é um dos maiores evento do agronegócio em Goiás. “Movimenta o segmento, desenvolve o povo e cria uma nova cultura para o município”, argumenta. Ele emenda afirmando que a Complem é uma potência na região Sul do Estado, fundamental para a produção e industrialização do leite produzido na localidade.

O governador José Eliton, ainda durante a abertura, disse que vê com alegria a AgroTecnoleite mostrar a capacidade de produção do Estado, um dos mais avançados na agropecuária, para todo o País. Eliton disse isso por saber que a feira recebe visitantes de Estados vizinhos como Tocantins, Mato Grosso, e ainda Maranhão, Rio Grande do Sul e de vários outros.

Durante os três dias foram apresentadas novas tecnologias. Foram realizadas 12 palestras, além de painel, exposição, torneio leiteiro, várias demonstrações de culturas e produtos. E se depender da organização, a feira terá vida longa e muito ainda contribuirá para o desenvolvimento do agronegócio em Goiás.